out 28 2009

Corredor viário da Alameda

Esta matéria é de outubro de 2009. O Corredor Viário da Alameda entrou em funcionamento no dia 22/03/2010, seis meses após o prazo, complicando ainda mais o trânsito de Niterói.

Entenda como funcionará o corredor viário da Alameda, no Fonseca

Ninguém entende muito bem como funcionará o corredor viário do Fonseca. Todo mundo se engarrafa por lá durante as obras, mas ninguém sabe como o corredor desengarrafará a cidade depois de pronto. As imagens abaixo elucidarão de vez a questão.

Ou não.

O corredor não será uma nova pista pelo meio do canal, como muita gente pensou. Nem um viaduto por cima, como os mais loucos sonharam. Funcionará assim: as pistas mais próximas do canal serão exclusivas para ônibus, que entrarão nas estações que estão sendo construídas para o embarque e desembarque. O ônibus entrará na estação por uma pista que se dirige à parte interior da estação, mantendo os pontos de passageiros na porção exterior. Não haverá, assim, necessidade de adaptação na localização das portas dos ônibus.

O projeto prevê seis estações:  em frente ao Colégio Nossa Senhora das Mercês, no Bairro Chic, no Horto, no Santo Cristo, em Riodades e no Getulinho. Mas sinceramente só contamos quatro estações, pelo menos até agora. E a obra deveria ter terminado em setembro de 2009.

A obra custou R$ 7 milhões, o que parece ser um preço até razoável, se considerarmos que a obra para asfaltar 50 ruas de Niterói custou R$ 50 milhões.

as faixas seletivas para ônibus serão monitoradas por 12 radares. Motoristas que entrarem na faixa exclusiva serão multados em R$ 53,20 e perderão 3 pontos na Carteira de Motorista.

Fontes: Radar Fluminense e Rio Notícias Agora. Imagens da Secretaria de Serviços Públicos, Trânsito e Transporte de Niterói.

Link permanente para este artigo: http://nitsites.com.br/blog/corredor-viario-alameda/

39 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

  1. BOA TARDE GENTE,

    GOSTARIA DE SABER QUAL SERÁ O PLANO DELES QUANDO UM ÔNIBUS
    QUEBRAR NAQUELE “CAMINHO LÁ VAI UM”

  2. Pois é, Marcelo. Ou quando o fluxo de ônibus for tão intenso ao ponto de trancar a faixa exclusiva.
    Para nós, parece uma solução um pouco limitada. Mas vamos torcer para que funcione bem.

  3. É impressionante como estão enrolando para terminar esta obra. Eu li em algum lugar que depois que o estado terminar a sua parte, ainda haverá uma etapa da prefeitura!! Será que termina até o final de 2010? Jorge roberto só está preocupado com o centro, zona Sul e Oceânica. Acho que o Fonseca ficará em último plano. É bom para o povo aprender a votar em quem se importa como eles. Não sei como a região mais populosa elege um prefeito que a ignora.

  4. No pouco tempo de chuva ontem(25/11) o rio Alameda transbordou, transformando os pontos de parada em um novo “RIO”. Há tempos não via a Alameda São Boaventura naquele estado.Fiquei imaginando como será após a inauguração do “fantástico corredor viário” durante uma chuva forte e as pessoas aguardando pela condução ……

  5. Como na cidade do Rio, os governantes de niteroi só olham pra zona sul e oceânica. Fonseca e Barreto por exemplo vivem no descaso a tempos. Na minha opinião, a unica coisa a curto prazo que desafogaria o trânsito da alameda seria o metrô de são gonçalo. O governo já liberou a verba e a coisa não sai, e com o Rio 2016, duvido mais ainda que saia do papel.

    • Carlos Campos on 01/12/2009 at 14:56
    • Responder

    E as vans??? Eles acham que elas não irão se meter no tal corredor para pegar passageiros???

  6. Olá pessoal, concordo com todos vcs. Também acho que esse corredor nao vai dar em nda…somente vai atrapalhar a vida de quem mora e de quem tem comércio. Desde quando essa obra começou a redondeza que fica entre a 22 de novembro e o horto do fonseca vive alagada quando chove, todos os bueiros dessa mediaçao vivem entupidos, esgotos voltando para as casas e comercios e até mesmo os ralos dos apartamentos dessa redondeza tem exalado um odor muito forte.

    Tenho fé q esse corredor dê certo…mas pelo q vemos aí será bem complicado…como faremos quando um daqueles “famosos” ônibus da viação Fagundes estragar no meio da baia??? Niguém entra ninguém sai!!

    Bem…sorte a todos nós q moramos e q temos q passar todos os dias pela Alameda.

  7. Por favor me diga quando vai acabar este tormento chamado de obra do corredor viário da alameda, uma obra que já dura no mínimo 2 anos e não se sabe quando vai acabar, por favor autoridades agelizam esta obra pois inadmissível perder no horário de rush quase 1 hora por conta desta obra.

    • Robson Santos on 27/12/2009 at 13:57
    • Responder

    Olhando as fotos, dá a entender que cada pista terá três faixas de rolamento (duas normais e uma para ônibus, exclusiva). Pelas poucas vezes que passei pela alameda, tive a impressão de que cada sentido comporta somente duas faixas de rolamento. Das duas, uma: ou teremos uma diminuição na largura das calçadas (acho pouco provável) ou as faixas destinadas aos veículos de passeio têm largura específica para tais carros. Caminhões e veículos mais largos ocuparão o espaço de dois veículos de passeio. Expliquem-me essa questão das faixas em cada sentido da nova alameda. Obrigado!

    • Robson Santos on 27/12/2009 at 13:59
    • Responder

    E outra, na placa da obra aparece um valor de mais de 9 milhões de reais. Caramba, quanto dinheiro! Espero que valha a pena tal investimento!

  8. Em relação aos sinais de trânsito, como ficará a atravessia se já retiraram alguns.

  9. Outra coisa que não entendo, é como irão retirar o lixo preso nos canos que atravessam o canal que foi fechado, quando aquilo entupir, a água podre sairá dentro dos imóveis ao longo da Alemeda, ainda bem que fui morar bem longe dali. Boa Sorte pra quem ficou, e processem a prefeitura pelos danos!

    • Gilberto da Silva on 25/02/2010 at 15:05
    • Responder

    É dos loucos que saem as melhores idéias, esta obra foi uma enganação da prefeitura de niterói com os moradores gananciosos da alameda, que preferiram embeleza-la a terem um ar mais puro, ali continuará os engarrafamentos pois o problema é a grande quantidade de carros vindos de São Gonçalo que poderiam passar por um viaduto, e uma grande quantidade de sinais desnecessários, tem sinal com diferença de vinte metros, um absurdo, mas se assim quer o povo, que num futuro próximo poderá estar ou ter seus filhos, netos, etc. passando por problemas respiratórios face a poluição deixada pelos engarrafamento, que seja feita a sua vontade.

    • Gilberto da Silva on 25/02/2010 at 15:08
    • Responder

    E quem teria que arcar com os gastos da obra, deveria ser a prefeitura de niterói, e não o estado, que embelezou uma via sem que para isso tivesse alguma utilidade.

  10. Acredito que vai ficar tumultuado principalmente porque hoje em dia a maioria dos ônibus não tem cobrador, o motorista para tem cobrar passagem dar troco e isto tem se tornado num grande problema para os engarrafamentos em nossas vias urbanas. Acho que as autoridades deveriam fazer um estudo sobre tal fato e deveriam exigir ônibus com cobradores.

  11. gostaria que fosse revisto o caso das roletas, q deveriam ficar no centro dos onibus, nao la bem na porta atrapalhando entrada e retardando a saida do coletivo, bem como deveriam acabar as que ficam bem junto as portas dianteira, e tambem sou contra o motarista cobrar passagem, retardando mais ainda a saida dos onibus das paradas( agora estacoes) e quantidade de onibus q vem d sao goncalo deveriam ser revista,fagundes e quem manda na alamea, tao grande e sua frota que fazem passagem via alameda.

    • Sandra Martins on 03/03/2010 at 19:48
    • Responder

    E o ponto de ônibus… Cinza-Chumbo, bom pra ladrão, o sujeito, à noite, vai enfartar, vigiando a chegada do ônibus e pulando que nem Saci Pererê para não ser assaltado. Moral da história: não ficará dentro do ponto, porque ele é um convite para: assaltos ou mesmo para fazer xixi discretamente… (vai ver que pensaram nisso… é verdade)

    • cristiane ribeiro on 11/03/2010 at 19:04
    • Responder

    Tenho uma reclamação, pois moro numa rua residêncial onde passam 02 linhas de ônibus Palmeiras (24) e da Ingá (26) porém são poucos ônibus e o movimento não é tão intenso. Agora com essa mudança fiquei sabendo que o ônibus da linha Ingá (49) e o Castelo (730) irão passar pela minha rua, onde a mesma não tem a menor Infra-Estrutura, não irá aguentar o movimento que terá.
    E também por ser uma rua residencial os moradores costumam guardar os seus carros na calçada, recebem a visita de familiares e existem moradores doentes e colocaram várias placas de “Proíbido Estacionar” o que é um absurdo.
    então gostaria que vocês me orientassem melhor sobre a questão.

  12. ALGUMAS DÚVIDAS:Os ônibus intermunicipais vão passar pela seletiva e os municipais pela direita? Se for, ficará somente a pista do meio para veículos de passeio, taxi, utilitário e caminhão. E os constantes tratores da CLIN que se utilizam da pista para se locomoverem (veículo rural não pode trafegar pelas ruas há não ser em caminhão plataforma, pois não tem placas, incluindo as caçambas); A mão da São Januário vai ser invertida. Por onde passarão os ônibus que vão para o Palmeiras? Porque se forem feitos vários retornos as ruas não tem largura suficiente para ser ágil. E o rio central não estava no projeto de ser alargado? Porque não foi e nem aumentaram o nº das “bocas de vazão” das pistas. E ainda, os tampões da ampla que ficam localizados bem na seletiva, como vai ser quando montarem suas tendas de reparo? Acho que quando retirarem o canteiro de obra o trânsito vai fluir normalmente como era antes da obra mas, 2 anos de caos que está, parecerá que deu certo esse projeto.

  13. Outra coisa é em relação as árvores que estão sendo colocadas. São árvores de várias espécies que requerem podas constantes, pois seu crescimento é desordenado e com isso os galhos irão se espalhar para as baias e a seletiva. Será que ninguém está prevendo isso. Quem é morador do Fonseca como eu sou, sabe que é um inferno conseguir agendar poda para as árvores por vários motivos e um deles é o de obstruir as sinalizações e semáforos. E, dessa vez, será que o ponto final de várias linhas da Ingá vai sair do meio da faixa de rolamento no Largo do Moura? E a linha do 49 que faz “lotada” em frente aos Correios vai continuar atrapalhar o fluxo ou terá alguém com coragem de proibir? E os fiscais das empresas ainda vão continuar parando os ônibus perto do Colégio N. Sra das Mercês com aquelas anotações seguidas de um longo bate papo? Existem vários problemas políticos na alameda que se fossem resolvidos, esta obra não seria necessária. Para esta ninguém tem a resposta.

    • José Augusto on 15/03/2010 at 17:23
    • Responder

    Definitivamente não é a solução adequada.A quantidade de gente subindo e descendo dos ônibus ,levará muito tempo para desenrolar os pontos.Quem fez esse projeto,nunca deve ter passado pela alameda nas horas de rush.Dinheiro jogado fora.É só olhar do alto da Caixa D’Agua e ver a quantidade de Ônibus que percorrem a Alameda.

    • José Augusto on 15/03/2010 at 17:43
    • Responder

    Se tivessem feito uma via reversível por sobre o canal, talvez obtivessem melhores resultados.Pela manhã,sentido Ponte.A tarde ,sentido inverso para quem viesse do Rio.A seletiva ficaria na direita.Carros ganhariam duas faixas.
    Posso estar errado ,mas acho que funcionaria melhor.

  14. Boa noite,
    Eles pensanram em quem com essa obra!!! A Alameda toda não tem rampa para cadederante, carrinho de bb. Sem falar do tempo de atravessia, tem que atravessar correndo!!! Rsrs. E quando atravessamos, se não der tempo de atravessar as duas faixa,paramos na rua entre os ônubus. Sem falar na mudança de transito. Eles tem q colocar sinalização no chão. Os motoristas já estão fazendo contra mão. Esperava q ficasse mais bonita. O acabamento foi péssimo,sem falar no ponto de ônibus o que é aquela marquiza????? Uma cobertura que não proteje.

  15. Poderiam fazer uma ciclovia, ia ficar muito melhor.
    Amo peladar, e além do mais um ótimo exercício.

  16. Eles plantaram as árvores, mas esqueceram de podar as que ficam em cima da rede elétrica. E a natureza merece respeito não é só plantar tem que cuidar.

  17. Acho q foi um desperdício de verba. Acredito q a população não aprovou.

  18. Boa Noite.

    Não estou muito satisfeito com o no corredor viário da Alameda São Boaventura,além de já ter falado muitas vezes para a prefeitura sobre a calçada do final da Alameda,próximo a Subida da Ponte Rio-Niterói.Existem pessoas que andam a pé o tempo todo na Alameda, e com uma calçada de 4 centímetros de comprimento?

    Outro ponto em que devia ser comentado seria sobre os alagamentos na rodovia,que tem acontecido ultima mente.
    Até no ralo dos prédios ali próximos cheiram mal as vezes.

    As árvores também,deveriam ser cuidadas,assim como a Heloísa comentou,”A natureza Merece Respeito,Não É Só Plantar,Tem Que Cuidar.”

    A Alameda podia ficar bem melhor se fosse inagurada com projetos melhores.Essa é minha opinião sobre a Alamdeda São BoaVentura,semelhante a praticamente 80% da população de Niterói.

  19. Permitam-me discordar de tudo o que foi escrito. Acho que as baias desafogarão o trânsito dos ônibus que circular na Alameda sim! Este é o espírito de um corredor viário!

    Sou morador da Alameda e tenho carro, e com este corredor, posso dizer que fui prejudicado: perdi meu retorno em frente à Rua Tenente Osório e tenho que ir lá em cima para voltar. Além disso, creio que o trânsito de carros será mais tumultuado, e como não uso praticamente ônibus, considero que para mim piorou.

    Entretanto, acho que a Alameda ficou melhor organizada, liberando as calçadas de pontos de ônibus, acabando com o corta-corta do Ingá, que nunca apagava a seta… Esteticamente, ganhou um visual clean, e torço pelo rápido crescimento das árvoras plantadas, para que fique ainda mais bonito.

    Violência nas baias?? Se ocorrer, nada mudou, pois o Fonseca tornou-se um bairro inseguro e esperar ônibus à noite, na baia ou na calçada, dá medo.

    Acho que depois de séculos a Alameda tornou-se mais bela. Agora, para aqueles que defendem viaduto, JAMAIS. Nada de fazer do Fonseca uma espécie de São Cristóvão!

    Grande abraço a todos.

  20. OI!!!
    vai esperar o ônibus nos terminais nos dias de sol ou chuva debaixo daquelas marquises . Moramos em um Pais Tropical!!!. Este projeto foi feito por pessoas que sempre andaram de veículos refrigerados e filmados, e não conhecem os problemas do povo e nem do bairro. Bairro que é passagem de centenas de veiculos(ônibus, caminhões, carros de passeios e …)de Niteroí e outros municípios.
    Para pensar.Um ônibus demora no ponto para saída e entrada de passageiros em média 20 segundos e para passar em cada terminal na hora do rush mais 4 minutos.Quantos minutos levarar 100 ônibus para passar em cada terminal? Quantos minutos levarar primeiro e último ônibus para passar nos tres terminais?

    • Evaldo de Magalhães on 23/03/2010 at 22:57
    • Responder

    A meu ver,a solução para a Alameda S.Boaventura seria aproveitar que o Fonseca é um dos bairros da cidade que ainda possui muitas casas antigas ,e promover uma desapropiação justa(será que existe?)e com isso se construir um viaduto a partir da caixa dagua`ate a ponte,sem utilizar o traçado do canal.

    • maurício carneiro moreira on 24/03/2010 at 15:33
    • Responder

    Seria mais justo colocar trens no canteiro central das pistas da Niterói-Manilha saindo de Itaboraí e indo até o terminal rodoviário de Niterói. Com isso colocaría-se um número reduzido de ônibus interestaduais ( somente microônibus ) para passar na alameda. A obra não causaria transtornos por ser ampla a rodovia e atenderia a um contingente bastante satisfatório.
    Se fosse colocada a linha férrea, a orla de toda rodovia seria melhor aproveitada em moradias ( que são voltadas mais para o interior ) e ficaria mais fácil a utilização da mesma pelos usuários de São Gonçalo que abrange vários bairros desse município.
    Com as passagens integradas ( ônibus-trem-barcas ) os usuários teriam mais condições de se locomoverem sem ônus para o bolso e, com isso, distribuiria melhor o trânsito e desafogaria consideravelmente a alameda.
    Para toda mudança existe uma aversão, mesmo que inconsciente, das pessoas que estão acostumadas com o sistema em funcionamento e para isso requer tempo de adaptação ao novo e ajustes constantes dos problemas que virem surgindo.
    No primeiro dia útil, a alameda estava tão congestionada que no dia seguinte, vários usuários preferiram passar pelo barreto causando um engarrafamento nas vias de acesso à Niterói-Manilha. Por esse motivo o fluxo na alameda melhorou, dando a impressão do novo sistema ter finalmente se ajustado a sua finalidade. Quando na quarta-feira (hoje), retornou-se ao caos porque as pessoas que tentaram o desvio perceberam que andaram mais e ficaram presos no transito.
    Quanto ao suposto viaduto… acho que atraiaria mais usuários para a rodovia Amaral Peixoto e beneficiaria somente aos usuários com destino ao Rio de Janeiro, mas os ônibus teriam que passar pela alameda para o embarque de passageiros com destino àquela cidade.
    É complexo? É. Mas basta uma avaliação bem detalhada de todos os problemas para vermos que a falta de estacionamento no centro de Niterói contribui em demasia para todo esse caos. Se fossem construídas vagas, mesmo que subterrâneas, as pessoas estacionariam com mais rapidez em vez de ficarem dando várias voltas procurando algum lugar para parar. Isso não deveria ser feito só em Niterói não, a cidade do Rio também teria que fazer a sua parte. Imagine a av. Amaral Peixoto e a av. Pres. Vargas em toda, ou quase toda a sua extensão com estacionamento subterrâneo. O fluxo da alameda e os demais estariam desobstruídos sem contar com a linha das barcas saindo de São Gonçalo com destino a pç XV e outra para pç Araribóia ( seria uma obra fácil por não atrapalhar o trânsito viário). Se isso acontecesse, talvez não fosse necessário este corredor a não ser para organizar os ônibus que desrespeitavam o trânsito que era fechado constantemente por ocuparem todas as faixas e rolamento.
    Creio que com este Blog, podemos ter várias opiniões e debatê-las para chegarmos a um veredito que seja satisfatório para a maioria dos usuários.
    Desde já agradeço a participação e a atenção de todos.

  21. Viaduto naãããaããããooo!!!!
    Não moro no bairro.
    Por favor não alimenta a idéia de colocar viaduto.
    Algumas noticias ¨Embaixo do Viaduto¨:
    -> Ladrão ataca em baixo de viaduto … 67 anos, foi vítima de roubo na data de ontem, por volta das por volta das 21h00 quando passava por baixo do viaduto da…
    -> Um homem não identificado foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (30) embaixo do viaduto do Capanema, no Jardim Botânico..
    -> Os assaltantes se reúnem depois do roubo embaixo do viaduto que fica em frente ao Shopping Downtown. Cadê a policia que não vê isso …
    -> Dois homens roubaram meu celular embaixo do viaduto. Não passo mais sozinha ali – contou uma professora que mora na Barra
    -> Fotos de assaltos embaixo do viaduto

    Local ideal para o Metro.
    Percurso: Estação de Niterói a Visconde de Itaboraí, num trecho da antiga Linha do Litoral da E. F. Leopoldina.
    Origem das linhas: A linha original foi aberta em 1874 pela Cia. de Ferro Carris Niteroiense e depois incorporada pela Leopoldina em 1887. A linha foi incorporada à linha que seguia para Campos, chamada de “linha do Litoral”. Mais tarde, trens metropolitanos passaram a correr pelo trecho, como também por aí passavam as composições que saíam de Niterói e seguiam para Campos e Vitória.

    Estou sonhando!!!
    Neste percurso podia passar o Metro com 70% de superfície e 30% subterrâneas , de Itaboraí a Itaipú, passando por tres cidades e varios bairros.
    As construções em superfície, tradicionalmente utilizadas pelas ferrovias no transporte de passageiros e de cargas, são indicadas para regiões de baixa ocupação.
    As linhas de metrô subterrâneas são as mais apropriadas para as áreas densamente ocupadas, proporcionando menor impacto na superfície, menor volume de desapropriações, facilidades para o remanejamento de grandes interferências enterradas, reduzidas interrupções do tráfego e preservação do patrimônio histórico.
    O método NATM é utilizado com sucesso na construção de túneis e de estações subterrâneas de grandes dimensões. Uma de suas vantagens é a adaptabilidade da seção de escavação, que pode ser modificada em qualquer ponto, de acordo com as necessidades geométricas e de parcialização da escavação. Esta às vezes se torna necessária em maciços pouco competentes, ou que estão sob forte pressão hidrostática. Nesses casos, outras medidas associadas à aplicação desse método são: rebaixamento do lençol freático, revestimento prévio e, a mais comumente usada, injeções químicas ou de cimento.

    O NATM consiste na escavação seqüencial do maciço, utilizando concreto projetado como suporte, associado a outros elementos como cambotas metálicas, chumbadores e fibras no concreto, em função da capacidade autoportante do maciço.

    Por meio do método NATM, a deformação do maciço adjacente é deliberadamente favorecida, adaptando-a ao contorno escavado, bem como redistribuindo e reduzindo as tensões máximas induzidas, evitando-se assim a desagregação do maciço.

    Paulo

  22. Como eu já imagina que seria, a Alameda virou um caos, e devido a esse engarrafamento as ruas de acesso ficaram assoberbadas de carros, em um percurso do Aterro do Flamengo a Alameda eu faço em menor tempo, do que da Alameda a Santa Rosa, é triste mas é a realidade. Resido em Niterói a 36 anos e de uns 3 anos para cá, tenho me deparado com um trânsito caótico, com as ruas cheias de buracos e ondulações, e com a cidade suja, redares por todos os lados, fora a violência que aumentou absurdamente. Esta na hora do Prefeito começar em pensar em obras sérias e que tenha refleto positivo na cidade e não essas obras de fachada que só serve para assoberbar no trânsito.

  23. Obra tão cara, e já está com problema, na baia do bairro chic em frente ao posto BR, se encontra com um defeito que pode acarretar um acidente, o piso está solo e danificado , toda vez que o õnibus passa faz um grande estrondo, tão cedo e já apresenta defeito.
    Favor verificar, antes que ocorra acidente.
    Niterói, 19 de abril de 2010.

  24. Estou abismada com o trânsito caótico da Alameda, estava achando a obra ruim, agora não acho mas, tenho a plena certeza.
    Tenho visto todos os dias cenas perigosas na Alameda.
    Os ônibus que vem do Centro de Niterói para pegarem a pista seletiva, tem que cruzar a pista no meio dos carros, então é carro descendo da ponte, é ônibus vindo do centro cruzando com os carros descendo da ponte, bagunça total. Trânsito parado.
    Qdo chega na altura da 22 de novembro, o ônibus 43 (Viação Inga) precisa subir na 22 de novembro que fica do lado direito da Alameda, e para minha surpresa como e feito isso: O onibus que vem na via seletiva para no meio da via seletiva, e vai jogando o onibus em cima dos carros que estão nas outras duas mãos da alameda, ou seja, o onibus cruza a alameda pelo meio da rua esmagando e fazendo com que os carros parem no meio da alameda para ele cruzar a via e entrar na 22 de novembro, essa história se repete mas a frente, qdo o 49 precisa entrar na Desembargador Lima Castro, cruzando a via no meio da rua e fazendo com q os carros parem bruscamente, pergunto eu a todos que engenheiro foi esse que fez o projeto dessa obra. Ele qria o q? Fazer com que os onibus atropelassem os carros. Eu estou apavorada com tanto desleixo do nosso Prefeito, além das obras e das ruas que até hj não tiveram asfalto novo, ainda tem pessoas morrendo por culpa da falta de responsabilidade de um Governante que sanea um Lixão.

  25. Absurdo que estás acontecendo na alameda ABSURDO GaERAL e a prefeitura não toma nenhumaprovidências. Antes tinha guarda controlando o transito Agora não tem . E O TRÂNSITO UMA MERDA

  26. Sinceramente Niterói acabou, não dou 1 ano para as empresas do RJ começarem a rejeitar pessoas que residem em Niterói, pq do jeito que o trânsito está para sair de NIterói, cada dia vamos precisar acordar + cedo para chegar no horário, os ônibus lotados, as ruas engarrafadas, as Barcas filas imensas, sem falar no valor das passagens dos transportes não tem para onde correr.

  27. Senhores responsáveis, pelo amor de Deus, olhe para o povo e todas as dificuldades do dia a dia, não queiram só gastar e encherem os bolsos de dinheiro, façam a diferença. O dia a dia de niterói está um caos.

  28. Dificil demais o meio de transporte em niteroi.
    Filas e mais filas e engarrafamentos monstruosos.

  1. […] O corredor não será uma nova pista pelo meio do canal, como muita gente pensou. Nem um viaduto por… […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.