jul 04 2009

Loucuras na Ponte Rio-Niterói

Inaugurada em 1974, a Ponte Rio-Niterói é uma das maiores do mundo, com seus 13 quilômetros de extensão e 70 metros de altura no Vão Central. Com fluxo médio de 135 mil veículos por dia, é de se imaginar que muita coisa louca acontece por lá.

Perseguições policiais não são incomuns, nem mesmo aquelas que terminam com o suspeito se jogando da Ponte na tentativa de escapar da polícia. Foi assim em maio de 2009, quando um homem malandramente tentou escapar de uma blitz da lei seca se jogando na água. O homem, que estava em um Polo preto, passou em alta velocidade pelo bloqueio policial, na pista sentido Rio, e, após ser perseguido pela Polícia Rodoviária Federal, bateu na mureta, saiu do veículo e, mesmo ferido, se atirou no mar. O homem acabou sendo resgatado e preso pelo Grupamento Aeromarítimo da PM.

Um ano antes, em maio de 2008, Jorge Luiz Nunes dos Santos, embora não soubesse nadar, largou a irmã Priscila com a moto que pilotava e se jogou no mar de uma altura de pelo menos 40 metros. Ele foi resgatado e disse: “pulei no desespero, mas bebi muita água. Pensei que era doce, mas era salgada”.

Em março de 2007 , um OGNI (Objeto Galináceo Não-Identificado) surgiu na via, circulou cinco minutos entre os carros e sumiu da mesma forma que surgiu: sem dar pistas. Os funcionários da Ponte acreditam que a galinha tenha se jogado no mar. Pobre coitada: escapou de ser atropelada para morrer afogada. Outros animais já fizeram participações especiais na Ponte: em outubro de 2004 uma cobra com cerca de 1,5 metro foi encontrada próximo à praça do pedágio; em maio de 2002, um cachorro fez o trânsito ser interrompido por sete minutos para que os funcionários pudessem retirá-lo.

Em outubro de 2006, a imagem de mulheres com metade do corpo para fora do carro e jogando beijos chamou atenção dos operadores do sistema de monitoramento de câmeras da Ponte Rio-Niterói. Na direção do veículo estava o Tenente da Policia Militar Fabiano Duarte Lopes. Ao ser parado, sacou uma arma e acabou sendo levado com os outros passageiros para a Polícia Federal de Niterói.

Infelizmente a ponte também é palco de tragédias. Em janeiro de 2009, após uma briga, Carlos José Portela da Cruz, de 43 anos, esfaqueou uma mulher e a empurrou do vão central. Em seguida Carlos se matou, jogando-se na Baía de Guanabara.

Já em fevereiro de 2014, um homem subiu em uma passarela de propaganda publicitária na altura do vão central para realizar um protesto contra o Mercado Livre. A Polícia Rodoviária Federal foi acionada e retirou-o do local.

Em julho de 2014, um ladrão resolveu fugir com um táxi roubado pela contramão da Ponte Rio-Niterói! Um motorista que seguia pela outra pista filmou tudo.

Sobre as fotos: as fotos deste post são de Vera Sayão, Danilo Schinke, Fabio Lima, Sergio de Araujo Pereira, Victor Corrêa, William Kitzinger, Angela Meurer, Beduino, Cleiton Campos, Laura Lessa, Vinicius Rodrigues, Gilberto Santa Rosa, José Luiz Sampaio e Wikimapa.

Link permanente para este artigo: http://nitsites.com.br/blog/loucuras-na-ponte-rio-niteroi/

1 menção

  1. […] This post was mentioned on Twitter by tvcopacabana.com. tvcopacabana.com said: RT @BlogNiteroi: Loucuras na Ponte Rio-Niterói: conheça algumas histórias muito loucas que ocorreram na Ponte! http://goo.gl/ukqRm […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.