jun 05 2009

Operação Nômade da Polícia Federal prende 13

Polícia!

A operação Nômade, coordenada por policiais federais da Delegacia de Niterói, investiga desde 2007 uma quadrilha especializada em clonagem de cartões de crédito.

A Polícia Federal é famosa pelos nomes super legais que utiliza para batizar suas operações por combater o crime e tirar os malfeitores de circulação. Desta vez o nome da operação decorre das constantes mudanças de endereço dos principais investigados.

A quadrilha agia capturando os dados contidos nas tarjas magnéticas dos cartões através da utilização de equipamentos eletrônicos conhecidos como “chupa-cabra”. Também fazia uso de terminais de pagamento das operadoras de cartão, que depois de adulterados passavam a armazenar os dados das tarjas magnéticas, possibilitando inserí-los em outros cartões.

Entre os presos está Pablo Vasquez Vieira Barreto, de 26 anos, preso em casa, no Rocha (São Gonçalo). No local foram encontrados 12 cartões de crédito, além de munições e carregadores para armas. Ele já havia sido preso no ano passado pelo mesmo crime e alegou que os cartões encontrados são antigos e que ele teria esquecido de jogar fora. No entanto, todo material apreendido fica em poder da Justiça. Em relação ao armamento, ele disse ser do seu falecido pai que era policial militar.

A 2ª Vara Federal de Niterói expediu 17 mandados de prisão preventiva e 16 mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos nesta quinta (4/06/2009) em São Gonçalo, Magé, Niterói e Rio de Janeiro. Os agentes haviam cumprido, até as 10h28, todos os mandados de busca e apreensão e 13 mandados de prisão. Outras três pessoas já tinham sido presas no decorrer das investigações e uma pessoa já estava presa por outro crime.


Com informações (desencontradas) de O Globo, G1, Terra, O Dia, Band, SRZD e JB.

A foto que ilustra este post é do mexicano Alejandro Mejía Greene.

Link permanente para este artigo: http://nitsites.com.br/blog/operacao-nomade-da-policia-federal-prende-13/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.