maio 12 2010

Sérgio Mendes

Sérgio Mendes disse em recente entrevista: “meu negócio foi todo feito aqui [nos Estados Unidos], vou ficando. Foi pintando trabalho, e mais trabalho, e outro disco. Mas sinto saudade de Niterói até hoje“.

Sérgio Mendes

Esse niteroiense é mais recentemente famoso por sua parceria com o grupo Black Eyed Peas. Mas seu sucesso vem de longa data, mais precisamente 1966, quando lançou uma versão bossa nova da música Mas que Nada (de Jorge Ben Jor).

Nessa época a coisa foi tão boa que até o Harrison Ford trabalhou pra ele como carpinteiro! É lógico que nessa época o ator não era famoso, mas mesmo assim não é qualquer um que pode dizer que Harrison Ford construiu seu estúdio de gravação. 🙂

Crítica dos Mutantes

Os Mutantes lançaram em 1972 a música Cantor de Mambo, satirizando o sucesso de Sérgio Mendes nos Estados Unidos e seu espírito “musicalmente agregador”. A letra diz:

Eu já tenho um Cadillac
Moro aqui em Hollywood
Sou sucesso aqui na América
Sou o rei cantando mambo

Discografia básica

Para ouvir, conhecer e gostar de Sérgio Mendes:

  1. Sérgio Mendes & Fergie – The Look of Love (versão de 2008 – player abaixo)
  2. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – Mas que Nada (versão original de 1966)
  3. Sérgio Mendes, Q-Tip & Will.I.Am – The Frog (versão de 2006)
  4. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – Upa, Neguinho (1968)
  5. Sérgio Mendes – Fool on the Hill (1968)
  6. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – Constant Rain (“Chove Chuva”, 1966)
  7. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – Like a Lover (1968)
  8. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – Look Around (1968)
  9. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – One Note Samba (1966)
  10. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – Pais Tropical (1971)
  11. Sérgio Mendes & Brasil ’66 – Roda (1968)
  12. Sérgio Mendes, Stevie Wonder & Gracinha Leporace – Berimbau/Consolação (2006)

Fontes: Zero Hora e Wikipedia. Foto: In My Name.

Link permanente para este artigo: http://nitsites.com.br/blog/sergio-mendes/

3 comentários

    • Paulo Cesar Croccia on 06/08/2010 at 10:15
    • Responder

    Sou amigo do Sergio, de infancia, estudamos juntos e minha mae nos levava de carro para o colegio Brasil, sou o Paulo das “Sardinhas Coqueiro” fabrica que foi de minha familia.Depois fui tripulante da Panair e viajamos juntos como amigos e a trabalho para um show no Joquei Club do Recife, isto em 1962/63, sua banda era formada por:Sergio, Edson Machado-bateria,Guara-baixo(substituindo o Tiao Neto, tambem da nossa turma de Icarai), Ector Costita-sax, Raul de Souza(Raulzinho) -trombone de pisto e Maciel-trombone de vara.Nesta temporada, que era shows para a Rhodia, com Mila Moreira, Mailu, Georgia Quental, Cristina e outras modelos, em uma dessas noites fomos a um bar chamado NoaNoa, e la o Sergio compos a musica NoaNoa.
    Trablhamos juntos no Beco das Garrafas, ele musico e eu como iluminador (ja tinham fechado a Panair) com o Mieli e o Boscoli.
    Nos encontramos varias vezes, em LA, em Ipananema, mas faz muito tempo que nao temos noticia um do outro.
    Moro na Italia, no sul da Italia, em Basilicata. Se alguem tiver como passar este contato e esta mensagem para ele, creio que nos dois ficaremos muito felizes de saber um do outro, pois temos uma historia de infancia e juventude muito legal , temos a mesma idade, os mesmos amigos de Niteroi, como o Balu, por exemplo.
    Seria legal fazer chegar esse comentario ao Serginho.
    Valeu rapaziada de Niteroi, deste blog
    Abraços
    Coqueiro

  1. Sergio Mendes é um gênio e certamente suas músicas fizeram parte e demais de minha adolescência. Quem não se lembra de Zazueira, Fool on the Hill. Eta anos 60 maravilhosos e reveladores.

    • Katia Albuquerque on 27/12/2010 at 12:44
    • Responder

    Sérgio Mendes é um artista que honra muito a nossa cidade. Todas as vezes que ele vinha ao Brasil, vinha visitar a sua mãe. Ela era vizinha aqui no prédio. Como ela faleceu há poucos anos, nunca mais tive o prazer de vê-lo. Tomara que o Paulo Cesar consiga contato com o SM.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.