set 14 2010

(Tentando) Dirigir em Niterói

A coisa não é tão simples, mas algumas medidas podem aliviar o trânsito.

As medidas podem ser de grande magnitude, como por exemplo a presença de linhas de metrô e uma reorganização das linhas de ônibus, como podem ter como objetivo a reeducação da população no uso do automóvel e a preferência por meios de transporte individual ecologicamente corretos (em outras palavras, o uso da magrela – perdão – da bike como meio de transporte).

E a responsabilidade por quaisquer meios de amenização do trânsito lento é tanto do governo municipal como da população. Ambos têm que colaborar.

Carona Solidária

Carona Solidária

O modelo de carona solidária funciona em alguns países. Em São Paulo, antes do início das políticas de restrição de locomoção (lê-se rodízio de placas), o governo da cidade incentivou o uso da carona como uma variante do modo de transporte. Não funcionou. Mesmo com um carona, o motorista solidário não tinha nenhuma vantagem no engarrafamento.

Lá fora, principalmente nos EUA, existe uma faixa nas ruas e estradas mais movimentadas que só pode ser usada por ônibus expresso (aqueles sem paradas), taxis e motoristas carregando passageiros. Motoristas sozinhos usando a via preferencial são multados e é considerado uma infração grave. Eu peguei engarrafamentos nos EUA e sempre via a faixa do carona vazia, dava vontade de pegar qualquer pessoa no meio da estrada só para sair do trânsito. Mas dar carona também é proibido, então o negócio era curtir o som no meu carrinho sem ar-condicionado sob o sol do verão do Arizona, com temperaturas de 50°C à sombra (meu medo era o meu pneu derreter naquele asfalto!).

Trânsito na Ponte Rio-Niterói

Se aplicássemos a faixa solidária em Niterói, ela provavelmente seria na Alameda, Roberto Silveira, na Praia de Icaraí, Pres. Roosevelt em São Francisco, uma das estradas para a Região Oceânica (eu apostaria a Estrada Nova), a Francisco da Cruz Nunes até o trevo da Avenida Central.

Mas eu duvido muito que essa medida seja adotada pela prefeitura. Estudos mostram que o hábito do motorista niteroiense mudou muito: o número de automóveis por domicílio cresceu consideravelmente, o número de acidentes e a quantidade de motoristas solitários também. Em suma, todo mundo dirige em Niterói e dirige-se muito mal. Como morador de Icaraí, canso de ver mães indo buscar filhos em enormes SUVs só para não andar 3 ou 4 quarteirões.

Numa cidade como Niterói, quem mora em São Francisco, Charitas, Icaraí e Santa Rosa não precisa de carro. Mesmo trabalhando no Rio (que é o meu caso)! Eu não quero ficar acelerando e freiando por uma hora na Ponte todo dia. Deixo isso para os motoristas da 1001 (que aliás, são os profissionais do trânsito).

Novo Terminal Rodoviário

Terminal Rodoviário de Niterói

Uma outra sugestão é a criação de um outro terminal rodoviário. Alguns sugerem no Largo da Batalha, outros no Trevo de Piratininga, ainda há quem diga que seria melhor em São Francisco ou Fonseca.

A idéia é criar uma forma de desafogar os inúmeros ônibus do Terminal João Goulart, e principalmente, criar um único corredor de ônibus, retirando o excesso de carros para viagens mais curtas. Esta idéia me apetece, mas o lobby das companhias de ônibus é forte dentro da prefeitura. É preciso lembrar de outros detalhes:

  • A criação de um outro terminal rodoviário significa que os imóveis ao redor terão uma depreciação do seu valor (imóveis localizados a um raio de 1 quilômetro, por outro lado, serão valorizados);
  • Mesmo havendo ônibus expressos entre os terminais, isto não significa que não precisemos de outros ônibus fazendo paradas entre os terminais;
  • O sentido de criar um segundo terminal é o de criar uma via expressa entre eles, onde carros são proibidos de trafegar, e uma via expressa para o Largo da Batalha, por exemplo, significa sobrecarregar a já sobrecarregada outra via.

Criar um novo terminal implicará, então, no surgimento de monstros viários. A última coisa que a prefeitura quer fazer é liberar a construção de tais torres de concreto. Se o leitor ainda não entendeu, esclareço-me: segundo o nosso prefeito, é impensável a construção de viadutos na cidade de Niterói. Acho que ele acredita que é melhor ficar parado no trânsito olhando pra prédio envidraçado do que andando em cima de viaduto e chegando em casa antes do “boa noite” do Bonner.

Racionalização do Trânsito

Trânsito

Por último, a racionalização das linhas de ônibus bate em duas teclas: uma opinião pessoal a atual política do nosso prefeito. Eu não acho que tenha que diminuir ou reduzir ou racionalizar as linhas de ônibus em Niterói. Uma coisa que concordo é que os profissionais do trânsito têm trabalhado muito mal. É flagrante os ônibus e taxis que furam sinais vermelhos a luz do dia. É comum você estar dirigindo e ter um ônibus encostando, encostando, encostando… e se você não frear, ele vai bater na maior cara-de-pau. Não é assim que se dirige, ainda mais quando se trabalha no trânsito. Não me venha falar de stress: sou professor. Quer profissão mais estressante? Nem por isso pego meus alunos pelo pescoço e enfio no caderno (ainda que às vezes a vontade seja grande). Já imaginou se um médico fica puto na sala de operações e resolve abrir um talho que dá pra entrar no indivíduo? Ou que tal se um pedreiro arretado simplesmente não coloca cimento suficiente na mistura da lage?

Os motoristas de ônibus não têm razão para agir como agem. Podem ter motivos, mas eles são profissionais e devem agir como tal. O ônibus não é caminhão de batata, nem carro de passeio. É grande e carrega vidas dentro dele. A responsabilidade do condutor, para mim, é como a de um médico, de um bombeiro, de um paramédico. Um acidente de ônibus pode facilmente provocar muitos feridos e mortos. Ser motorista de ônibus não pode ser para qualquer um. Não é simples um “D” na carteira.

Confusão de sinais

Acredito que uma raZionalização da forma de condução dos ônibus (e taxis, bom não esquecer) iria ajudar muito o trânsito da cidade. O discurso (para mim, furado) de que ônibus atrapalham o trânsito vem daqueles que querem manter o hábito egoísta de dirigir para qualquer lugar sozinhos, não se importando que mais um carro na pista vá ou não provocar mais engarrafamentos. A raZionalização, então, vale para os motoristas de passeio também. Tirar o carro de casa é só em caso de necessidade. Carro tem que deixar de ser a extensão do pênis do motorista (bom lembrar que algumas mulheres passaram a ter pênis também com a ridicularização do uso do automóvel). Os sujeitos que dirigem o carro não são o carro, e quando a gente ignora que as nossas ações individuais afetam o todo da sociedade, esquecemos que fazemos parte de um grupo, da população da cidade de Niterói.

Conclusão

De forma mais sucinta, acredito que para melhorar o trânsito em Niterói, precisamos tomar as seguintes medidas:

Sinal verde para as bicicletas!

  1. Se for para ir a uma distância de até três quarteirões, vá a pé e economize academia e personal trainer;
  2. Se a distância for de até 10 quarteirões, vá de bicicleta e economize academia e personal trainer;
  3. Se a distância for maior de 25 quarteirões, pegue um ônibus e economize gasolina, flanelinha e pedágio;
  4. Carro, só se necessário chegar sem nenhum vinco na parte da frente da camisa, ou se você estiver muito atrasado (da próxima vez, acorde mais cedo).
  5. Aprenda a votar, e escolha vereadores que tenham alguma preocupação real com o trânsito da cidade (ao invés de ficarem renomeando ruas — isso não demonstra nenhuma preocupação com o estado das nossas ruas, vossas excelências);
  6. Aprenda a votar, e escolha um prefeito ativo na resolução dos problemas da cidade.
  7. Incentive seus amigos a terem atitudes conscientes sob a utilização dos veículos de passeio.
  8. Linka essa página, mande para amigos por e-mail, por corrente, por pombo-correio, por pager, por SMS, por oração, por pensamento – só não vale mandar pelo carro.

E agora me dê licença senão perco o meu ônibus…


Luciano Dalcol, professor que desestressa da sala-de-aula todo dia lendo/ouvindo música/jogando no celular/dormindo na interminável viagem entre Botafogo e Icaraí a bordo do Gávea-Charitas.

O tema deste artigo foi sugerido pelo leitor Marcos Kalil Filho no twitter do Blog de Niterói. Sugira um tema você também!

As fotos que ilustram este post são de Tomi Knuutila, Manoel Leonam, UggBoy, Aldeir Filho e Ryan McFarland.

Link permanente para este artigo: http://nitsites.com.br/blog/transito/

9 comentários

1 menção

Pular para o formulário de comentário

  1. Boas dicas, Luciano!
    Concordo com você e aqui em casa geralmente damos preferência a sair a pé, de bicicleta ou a utilizar o transporte público.
    Que pena que a “ciclovia” seja tão ridícula! Se houvesse ciclovias de verdade, penso que mais gente se animaria a pedalar.
    Beijos.

  2. VISITE NITERÓI E GANHE UMA MULTA..OU VÁRIAS..

  3. Passeata contra corrupcao e especulacao imobiliaria. Domingo, 14/11/2010, as 9:30 da manha. Praia de Icarai c/ Miguel de Frias, ate o predio do Jorge Roberto Silveira na Boa Viagem.

    • Manuel Fernandes on 23/12/2010 at 07:47
    • Responder

    Meus amigos, moro no Rio e fui a convite de outros comer peixe no Mercado do Peixe, na volta para pegar a ponte, com toda aquele monte de placas, que não sei praquê, voltei como sempre se fez, fui multado num sabado com uma avenida daquelas vazia quase sem ninguém, porque a pista era para onibus, uma avenida daquele tamanho. Ora eu não posso advinhar que tudo muda a toda a hora e que serei obrigado a saber e entender as loucuras que se passam nesses depósitos de esgoto chamado cabeça das pessoas que se intitulam especialista em transito. Aí fui a Niteroi gastar meus preciosos reais e sou multado. Estou com o parceiro Fábio que diz “Venha a Niteroi e ganhe uma ou várias multas”. Só aqui poderia ser assim. Praquê? Porquê? Porquê não ter guardas municipais para orientar quem vizita a cidade? Melhor multar assim as pessoas que gostavam dd Niteroi como eu, não voltam!
    Acabou, vou pagar para poder ajudar a cafagestagem a se manter impune, afinal este é um Pais cheio de bons exemplos…é só olhar o Planalto.
    Sds, Mas evitem Niteroi…afinal… se vc precisa passar por lá, existem outros caminhos, um pouco mais longos talvês, mas muito melhores.

    • Mauricio Sartori on 13/05/2011 at 12:50
    • Responder

    Para aqueles que acham que em Niteroi se aplicam muita multas.
    Estou em Niteroi a aproximadamente 2 anos, sou de outro estado
    Fiquei pasmo com a falta de educação dos motoristas da cidade,
    aqui não se respeita semaforos, faixas de pedestres, cruzamentos,
    calçada é estacionamento.
    Motos andam sem placa, com condutores sem capacete. trafegam pelas calçadas.
    Multa aqui só dos radares, pois como percebi o resto é permitido.

  4. Texto mto interessante, e narra a realidade de Niterói.
    Concordo plenamente com o Manuel Fernandes, Mauricio Sartori, resido em Niterói a 35 anos, e de uns 6 anos para cá a população de Niterói tem sido extremamente mal educada, não só no trânsito como também na higiene.
    O trânsito é caótico, as pessoas tiram o carro da garagem para levar o filho n colégio no curso de inglês, que fica a 2 quadras da residência, além do que não respeitam nada, o sinal vermelho é como se não existisse, param em fila dupla para aguardar a saída das crianças do colégio ou de qq outro curso, fazendo com que o trânsito fique fluindo em apenas um curto espaço. As motos, maioria utilizadas sem placa em NIterói são roubadas, andam por cima das calçadas, entre os pedestres, fazendo bandalha na rua, e fazendo barulhos no cano de desgarga, tipo explosões para chamara atenção, cadê o guardas?

    Os ônibus (especialmente a Viação Ingá) arrancam no ponto antes dos passageiros entrarem (já presencie uma Senhora de Idade caindo da escada por isso), muitas vezes nem param no ponto, e qdo param ficam flertando com meninas na beira da rua e os trabalhadores esperando a boa vontade de o ônibus andar.
    É mais rendável, enriquecendo mais o nosso Prefeito instalar radares por todo canto da cidade invés de contratar guardas de trânsito, que é algo que não existe em Niterói, pq se tivesse não teria tanta necessidade de radar/sinais em pontos desnecessários (vide a rua Noronha Torrezão, tem um sinal a cada 1 metro causando um tremendo engarrafamento). Porta de colégio tem que ter guarda para orientar o transito e parar qdo houver necessidade e não sinais, pq tem ruas que temos um colégio atras do outro e por conta disso a Prefeitura instalou sinais em toda a via, guarda q é bom nenhum,
    O responsável da Prefeitura pelo sistema de transito em NIterói, muda as mãos das ruas como troca de roupa, só para dizer que está fazendo algo, porém só embaralha mais o trânsito.

    Em relação aos viadutos, não existe interesse do prefeito pq ele não fica no engarrafamento, qdo ele precisa usar o transito ele liga a sirene, já o trabalhador sofre com isso todos os dias, essa obra não gera nenhum benefício nem para o Prefeito nem para os Vereadores, não dá lucro, então nunca vai sair do papel. Vamos ver como vai ficar a obra que está sendo feita no Centro.

    Outra vergonha é a possibilidade de venda do Caio Martins para construção de Condomínios, pq não abrir para a comunidade de Niterói para que seja utilizado e aproveitado o espaço (Piscinas etc..), invés de destruir algo que é excelente para ser desfrutado pela sociedade de Niterói.
    isso sim gera lucro para a Prefeitura, invés de vender para construção de Condomínios, pq não abrem para a população utilizar as piscinas, etc….
    Falando agora em limpeza e higiene. A cidade está um lixo, e porco passeando pelas ruas, comendo os lixos e espalhando pela calçada. E a falta de lixeira, é a falta de manutenção no sistema de esgoto (qq chuva enche tudo), fora as ruas cheias de buracos e as calçadas quebradas, sem falar em carros parados em cima da calçada ou então estacionado na frente da subida para deficiente físico, esse é o meu desabafo.
    Gostaria mto de ver isso mudar, porém a maioria da população de Niterói com isso,s e tivesse não teria votado no nosso Prefeito.

    • diones Eugenio on 20/08/2011 at 14:10
    • Responder

    Fui a são gonsalo na casa de uma tia, dei um pulo lá em niteroi no sabado e no domingo.
    Após passado 01 mes chegou a surpresa.01 multa no Sabado e outra multa no Domingo.

  5. Veículo da Prefeitura dando o mal exemplo em Niterói:

    http://dc596.4shared.com/img/zi93ZoOY/s7/141373e70c8/Carro_da_Prefeitura.jpg?async&rand=0.8918374660235283

    Carro do Departamento de Transito de Niterói estacionado em frente a rampa de deficiente físico. Logo ao lado, um caminhão com as 4 rodas sobre a calçada. E mais no fundo, outro carro estacionado irregularmente sobre as faixas da esquina.

    Tudo isso na João Pessoa no dia 17 de setembro de 2013.

    • olho q tudo ve on 19/12/2014 at 20:53
    • Responder

    Estava com o meu carro parado na porta da oficina sem freio aguardando a vez de entrar, veio o guarda e falou q eu estava errado , falei o problema a ele e o resultado foi uma multa.Agora o carro ta bacana e fico de olho nos erros de todos eles .

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Blog de Niterói ✔, Liège Rinaldi. Liège Rinaldi said: Boas dicas! RT @BlogNiteroi: (Tentando) Dirigir em Niterói: soluções para o trânsito no Blog de Niterói http://bit.ly/dwy3qB […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.